03: Gostinho de rotina

Bela, hoje você não foi! Independente como sempre, resolveu passar o dia com a Aline, atriz do Soleil, e nos dispensar! Por um lado, foi bom trabalhar com um pouco mais de calma. Por outro, sentimos muito a tua falta, não vou negar…

Como estávamos com pouco tempo, enquanto a sua mãe já seguiu pra Cartoucherie, eu fui te deixar na casa da Aline, que é pro outro lado, pra depois encontrar com ela e o Maurice no ensaio. Feito isso, cheguei sozinho na Cartoucherie, e já segui direto pra sala de ensaio do Soleil. Apesar de ser só o segundo dia de trabalho, que delícia foi sentir um gostinho de rotina, de dia-a-dia, chegando pra trabalhar na Cartoucherie! Nossa!!!!!

Bom, ao chegar, a tua mãe ainda estava aquecendo, e o Maurice resolvendo algumas coisas no Soleil. Como teve ensaio pela manhã de outro grupo, a sala estava bem mais quentinha hoje! Começamos pedindo que a sua mãe lesse a cena 01, da tempestade. A instrução foi que, antes de dizer a fala, dissesse o nome do personagem que estava falando. Em seguida, o Maurice pediu para não mais falar o nome dos personagens, mas utilizar dois estados: a raiva/irritação pro contramestre, e o medo pros demais (nobres e outros tripulantes). A partir dessa deixa, fomos experimentando uma série de variações: sentada na cadeira, dizendo as falas para as laterais, movimentações pelo espaço (como se o navio fosse longo e estreito, e a Paulinha vinha e voltava por essa raia, variando entre os personagens), depois com menos movimentação, até que experimentamos, após o Maurice propor alguns cortes no texto, trabalhar a ligação entre a cena 01 e a 02, fazendo a tempestade e seguindo com a Miranda acordando, como trabalhamos ontem, como se ela tivesse tido um pesadelo.

O resultado foi muito bom, porque a “vivência” da tempestade deu à Paulinha o que estava faltando no ensaio de ontem, que é uma atitude de maior presença, do que ficar tentando mostrar, como aconteceu antes.

Terminamos o ensaio muito satisfeitos, pelo que conseguimos avançar nesses dois primeiros dias de aproximação ao texto. Apesar de não termos feitos ensaios longos (no máximo 3 horas por dia, acredito), o trabalho rende muito, pelo fato de ser apenas a tua mãe em cena, ou seja, ela trabalha de forma ininterrupta. Por outro lado, é também muito extenuante pra ela, já que, além do esforço físico, a carga de informações acaba ficando muito pesada.

Bom, hoje foi o nosso último dia na sala de ensaio do Soleil… É uma pena, pois o espaço é de fato incrível. Mas só temos a agradecer pela acolhida e pelo privilégio de poder estar nesse lugar tão incrível. Agora vamos ao outro espaço que recebeu a nossa proposta tão bem, o L’Épée de Bois!

Anúncios

Um comentário sobre “03: Gostinho de rotina

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s